O tempo presente será passado um dia, o passado será lembrado no presente e o futuro se tornará passado e lembrado no presente!
Carnaval 1984: Manchete passou a perna na Globo e tomou o Carnaval - Blog do Alê: Um blog diferente para Você!


News
Loading...
Programas de TV - Músicas - Filmes - Séries - Desenhos - Novelas - Quadrinhos - Revistas - Brinquedos - Moda - Comercias - Brincadeiras - Eletrodomésticos - Veículos - Celebridades

Carnaval 1984: Manchete passou a perna na Globo e tomou o Carnaval


Em 1984, com menos de um ano de existência, a extinta TV Manchete aprontou para cima da Globo. A emissora de Adolpho Bloch (1908-1995) conseguiu os direitos exclusivos de transmissão dos desfiles de Carnaval do Rio de Janeiro, tirando da Globo o principal espetáculo momesco do país, pela primeira vez em um sambódromo. Foi sintonizada por 70% dos televisores da cidade, contra apenas 8% na Globo. A Manchete, que se tornaria referência em transmissão de Carnaval, "passou a perna" na Globo, segundo José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni.


Até 1983, os desfiles do Rio de Janeiro aconteciam nas ruas da cidade, como as avenidas Marquês de Sapucaí e Presidente Vargas, com estrutura móvel montada a cada ano. Em setembro de 1983, o então governador Leonel Brizola (1922-2004) anunciou a construção do sambódromo, na própria Marquês de Sapucaí, ideia do vice-governador Darcy Ribeiro (1922-1997), projetada por Oscar Niemeyer (1907-2012).

A obra foi feita em prazo recorde e inaugurada a tempo para os desfiles de 1984, que, no entanto, tiveram uma importante mudança. Até então, os desfiles eram realizados somente no domingo de Carnaval, com longa duração. A nova configuração oferecia desfiles no domingo e na segunda, como acontece até hoje.

A Globo, capitaneada pelo então todo-poderoso José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni, foi contra a mudança, que atrapalharia sua grade de programação. A emissora alegou motivos técnicos para declinar da transmissão. Dessa forma, os direitos exclusivos caíram no colo da Manchete, que pagou 210 milhões de cruzeiros para obtê-los.

A história tem várias versões, além da suposta falta de condições técnicas da Globo. Ao blog Ouro de Tolo, especializado em Carnaval, o então narrador da Manchete, Paulo Stein, disse que a Globo não acreditava em Carnaval de dois dias. O fato é confirmado por Boni em O Livro do Boni, com um acréscimo. Segundo Boni, a Manchete "passou a perna" na Globo.

"O governo, com o sambódromo na mão, assumiu a negociação dos direitos. A coisa foi engrossando e, pressionado, achei uma saída: combinei com o Moysés Weltman [então diretor de programação da Manchete], que ele compraria o Carnaval sozinho e depois repassaria a minha parte. Esse compromisso foi assumido pedra e cal, depois dele ter consultado o Adolfo Bloch. Uma vez assinado o contrato, no entanto, o Weltman não me atendia mais, e o Bloch não respondia nenhum telefonema do dr. Roberto Marinho, que declarou guerra ao Adolpho Bloch. Ficamos fora do Carnaval”, escreveu Boni.

A Manchete tratou de tirar proveito da exclusividade. "Queremos dar um show. Não somos nem um pouco modestos", disse o próprio Weltman (1932-1985) à revista Veja de 18 de janeiro de 1984. Na reportagem, a Globo foi esnobe. "Carnaval não é coisa que prenda o telespectador na cadeira", disse João Carlos Magaldi, então diretor de comunicação da Globo.

A transmissão teve narração de Paulo Stein e comentários de Fernando Pamplona (1926-2013), Haroldo Costa, Sérgio Cabral, Albino Pinheiro (1934-1999), Maria Augusta, entre outros. A direção ficou por conta de Weltman, Maurício Sherman e Mauro Costa (1939-2011).

Foi uma lavada, como o próprio Boni admitiu em seu livro. A Manchete dedicou toda a sua programação ao Carnaval, transmitindo os desfiles e os bailes, passando compactos durante o dia, fazendo debates e programas especiais. O slogan era "Carnaval Total, Carnaval Brasil"....


Continue lendo clicando aqui

Amanhã o presente será passado! Alessandro Turci


1970 - 1971 - 1972 - 1973 - 1974 - 1975 - 1976 - 1977 - 1978 - 1979 - 1980 - 1981 - 1982 - 1983 - 1984 - 1985 - 1986 - 1987 - 1988 - 1989 - 1990 - 1991 - 1992 - 1993 - 1994 - 1995 - 1996 - 1997 - 1998 - 1999 - 2000 - 2001 - 2002 - 2003 - 2004 - 2005 - 2006 - 2007 - 2008 - 2009 - 2010 - 2011 - 2012 - 2013 - 2014 - 2015 - 2016 - 2017 - 2018 - 2019 - 2020 - 2021 - 2022 - 2023 - 2024 - 2025 - 2026 - 2027 - 2028 - 2029

Ao utilizar ou acessar o site, você concorda com o uso de Cookies do Blog do Alê Os cookies são usados para fazer com que os sites funcionem da forma mais eficaz; nós usamos cookies para melhorar a sua experiência ao visitar nosso site leia nossa Política de Cookies.
http://www.blogdoale.website